Aerojota
aerojotaclassificados Aerojota
(11) 94733-7020 Aerojota
(11) 3771-5737 Aerojota

O Piloto sempre será constante. O Passageiro sempre será eventual / Piloto Ruy Flemming

Quando comparo Piloto e Passageiros.


Quando comparo pilotos a passageiros, costumo dizer que, por mais que voe, o passageiro sempre vai ser eventual. O piloto sempre será constante.


Como o passageiro eventual embarca no voo de Sampa a Natal?

A pessoa credenciada pela empresa faz o check in. Significa que vai identificar aquele cidadão que nunca viu na vida pra saber que aquela pessoa é ela mesma.

O passageiro eventual recebe uma tira de papel com um QR Code que vai apresentar para uma pessoa que vai fazer a leitura e permitir sua passagem para a área restrita do aeroporto e embarcar no voo.

Temos que ter cuidado extremo com pessoas que nunca vimos na vida, né?

Mas ainda pode ser muito mais simples! O passageiro eventual não quer passar pelo balcão? Beleza. Faça o check in em casa e bom voo!

E qto ao piloto constante?

- Vai pra onde, comandante? Opa! Vc não é passageiro! Aqui não tem moleza! Quero ver sua carteira de motorista, e seu QR. Putz! Deu pau aqui! Me mostra aquela folha de sulfite amarrotada com seus dados, senão não entra!

A ANAC, baseada nas recomendações da ICAO, acompanha sua vida na aviação desde o início. Certifica as escolas onde vc aprende o que deve aprender, submete vc a bancas, faz cheques e recheques anuais, acompanha seus níveis de glicemia e resultados na esteira, dentre diversas outras formas de saber que vc não é um tripulante eventual. É constante.

Embora acompanhe vc desde criancinha, de uma hora pra outra te trata como se nunca tivesse visto vc na vida e ainda joga a responsabilidade de te identificar pro DETRAN.

Vamos fazer o seguinte?

Avisa ao passageiro eventual que além do check in, virtual ou não, ele vai ter que imprimir uma folha de papel A4 com os dados do seu voo para o caso de o leitor de QR do fiscal não ler seus dados.

O que acha que vai acontecer?

Pois é.

O absurdo que acontece hoje é que a ANAC permite que um passageiro eventual, que nunca viu na vida, possa adentrar uma área operacional e embarcar no mesmo avião em que está uma tripulação constante que a ANAC acompanha desde sempre, mas prefere facilitar a vida de uns e dificultar de outros.

Como o piloto constante faz pra chegar ao Boeing ou Cessninha que está no pátio?

Precisa apresentar a carteira de motorista expedida por algum DETRAN.

Tem que ter no celular o QR Code.

E se o fiscal não puder ler esse código por qlqr motivo, o piloto constante, que a ANAC sabe quem é desde sempre, é obrigado a ter uma folha de sulfite amarrotada no bolso pra provar que ele é quem diz ser.

Eita Brazilzão que é muito maior que Sampa, Rio e BH juntos! Pense nos lugares ermos!

Ainda vai chegar o dia em o passageiro vai sentar no avião e esperar a tripulação passar pela vistoria pra embarcar e seguir o voo pq o tripulante constante não está com a folha de sulfite amarrotada

O QR Code, folha amarrotada e celular não servem pra nada além de permitir que vc entre na área operacional.

Só isso!

Plano de voo? ANAC e DECEA sabem se vc pode ou não decolar. Fiscalização de rampa? Mostra sua CNH e dá o CANAC ao fiscal. Ah! Quer meu histórico? Mimimi, mas tenho meu histórico junto aos documentos da ANV.

Solução:

A ANAC, que conhece vc, eu e todos que trabalham na aviação imprime um PVC só com foto, assinatura e licença.

Não tem a presunção de ser uma identidade, mas serve pra praquele cara do aeroporto que compara cara-crachá, que vc é aquele cara constante e que a ANAC conhece vc desde sempre.

- Pode entrar.

Simples. Sem QR. Sem sulfite. Simplesmente simples.

Infelizmente a vida dos passageiros eventuais é bem mais simples. Tem como colocar a moça do check in no portão C? Enquanto a ANAC preferir se calar, quem decide quem voa ou não é o DETRAN.

Bons voos pra gente.

Abraço

Flemming Coletivo prá cima. Cíclico á frente!

Piloto de Helicóptero Ruy Flemming, Coronel Aviador da Reserva da Força Aérea Brasileira.
Formou-se na Academia da Força Aérea Brasileira - AFA
Piloto do 1º Esquadrão de Instrução Aérea da AFA - 1º EIA, das Aeronaves T-25 e T-27 Tucano, formando centenas de Pilotos Militares na Academia
Piloto de Helicóptero Bell UH-1H do 2º/10º Gav - Busca e Salvamento - SAR -
Piloto da Esquadrilha da Fumaça entre os anos de 1992 e 1995 como #3 Ala Esquerda e #7 Isolado
Piloto de Helicótpero Agusta 109
Ex-Diretor da ABRAPHE - Associação de Brasileira de Pilotos de Helicópteros -

Autorizou transcrever seus artigos, causos, dicas e curiosidades aeronáutica de asa fixa ou rotativa. Para acompanhar o Aviador Ruy Flemming nas redes sociais, acesse o link a seguir RUY FLEMMING NO AR

GOSTOU? ENTÃO NÃO DEIXE DE ACOMPANHAR TODOS OS DIAS NESTA COLUNA MAIS UMA GRANDE HISTÓRIA!


Para ler mais causos, curiosidade e dicas de aviação, siga RUY FLEMMING no site AEROJOTA.

Curta nossa página no Facebook AeroJota Classificados  nosso site AEROJOTA, ou Instagram @aerojota onde você encontra classificados de produtos, serviços aeronáuticos, filmes, fotos de aviões, dicas  e tudo que seja de interesse ao público aeronáutico. Aqui você também pode divulgar qualquer coisa voltada à comunidade aeronáutica. É fácil e grátis.

Compartilhe:

Compartilhe:
Mais Notícias
  1. Copyright ® 2016 AeroJota - Todos os direitos reservados
  2. |
  3. Produtiva WD