INFORMAÇÕES SOBRE

NOTÍCIAS

Quem foi a Quadragésima Primeira Esquadrilha de Reconhecimento e Ataque – ERA-41 Vampiros –

Quadragésima Primeira Esquadrilha de Reconhecimento e Ataque – 41 ERA – Vampiros, sediada na Base Aérea de São Paulo (BASP) / AeroJota Classificados Aeronáutico.

AeroJota_Emblema-41
AeroJota_Emblema-41 ERA

A Quadragésima Primeira Esquadrilha de Reconhecimento e Ataque, também conhecida como 41 ERA ou Vampiros, foi uma unidade da Força Aérea Brasileira (FAB) que utilizou o avião North American NA T-6. O T-6 é um avião monomotor, asa baixa com trem de pouso convencional e retrátil com roda de cauda.

Operação no Brasil

AeroJota-_T-6-FAB-1478
AeroJota-_T-6-FAB-1478

A FAB recebeu as primeiras unidades do North American T-6 em 1942 e o desativou em 1974, substituindo-o gradualmente pelo Embraer AT-26 Xavante. A ERA-41 utilizou o NA T-6 na Base Aérea de São Paulo (BASP) e operou a versão AT-6D entre 1947 e 1976, na Esquadrilha “VAMPIROS”. O NA T-6 serviu à Força Aérea Brasileira por 34 anos e foi fabricado sob licença no Brasil entre 1946 e 1951 no Parque de Material Aeronáutico PAMA LS, Lagoa Santa, Minas Gerais.

Criação da ERA-41

AeroJota_FAB-1478-AT-6
AeroJota_FAB-1478-AT-6

A Quadragésima Primeira Esquadrilha de Reconhecimento e Ataque –  41 ERA – “VAMPIROS” –  foi criada em 18 de junho de 1965, através da Portaria nº 44/GM3. Subordinada à 4ª Zona Aérea, a 41 ERA foi sediada na Base Aérea de São Paulo (BASP) e era formada pelos meios aéreos e de pessoal da Esquadrilha de Adestramento da BASP. A 41 ERA herdou a experiência adquirida pela 20 ERA – Vigésima Esquadrilha de Reconhecimento e Ataque, refletido pelo seu emblema, uma modificação daquele utilizado pela 20 ERA.

Missões Operacionais

AeroJota_Arquivo-Paulo-Kassseb
AeroJota_Arquivo-Paulo-Kassseb

A Quadragésima Primeira Esquadrilha de Reconhecimento e Ataque –  41 ERA “Vampiros” desempenhou uma série de missões operacionais reais, incluindo:

Repressão ao contrabando, Patrulhamento de fronteiras, Reconhecimento fotográfico e visual, Patrulhamento de campos de pouso clandestinos, Bombardeamento de plantações de maconha, Patrulhamento de localidades para evitar o roubo de gado, Operações contra guerrilhas na Serra do Caparão

Além dessas missões, a 41 ERA “Vampiros”  também participou de operações anuais de adestramento, que envolviam um grande número de unidades da Força Aérea Brasileira (FAB). Uma das maiores operações foi a “Operação Xavante”, realizada entre 1º e 10 de dezembro de 1967, no estado do Mato Grosso, com a participação do Exército Brasileiro e da Marinha do Brasil.

A ERA-41 também esteve envolvida em operações de menor vulto, como a “Operação Anchieta”, realizada em Santos – SP, entre fevereiro e março de 1966, e a “Operação Catrapo II”, realizada em Santa Cruz – RJ, entre maio e junho de 1968.

Desativação da ERA-41

AeroJota_NA-T-6-FAB-1478
AeroJota_NA-T-6-FAB-1478

A ERA-41 foi desativada em 10 de março de 1970, através da Portaria nº 003/GM3. Seu pessoal e material, juntamente com os das 32 ERA e 61 ERA, formaram o 2º Esquadrão de Reconhecimento e Ataque.

Hoje um exemplar da aeronave NA T-6 prefixo FAB 1478, exposto em frente ao prédio do Comando da Base Aérea de São Paulo (BASP), esta sendo revitalizado pelos voluntários Veteranos da Associação dos Veteranos da Força Aérea Brasileira – https://www.facebook.com/avfab.oficial , com a ajuda do Graduado Master SO Humberto, da BASP, do Veterano Daniel Colturato (fazendo a pintura), do Artista Plástico Fábio Aranha –  https://www.facebook.com/fabioartefesta.ricardo , e do Sgt Jorge da FAB, com lavagem completa, lixamento, limpeza e recebendo nova camada de tinta e seus emblemas militares e demais indentificação da Força Aérea Brasileira.

Como ajudar na revitalização do NA T-6 prefixo FAB 1478

Se você deseja contribuir para a reforma dos aviões NA T-6 prefixo FAB 1478 e AT-26 Xavante prefixo FAB 4585, existem várias maneiras de ajudar. Uma delas é fazer uma doação financeira, que será utilizada exclusivamente para a reforma das aeronaves. Qualquer quantia é bem-vinda. Os dados bancários para a doação são:

Banco: 461 – ASaaS I.P S.A
Agência: 0001
Conta: 3296568-3
Titular: Associação dos Veteranos da Força Aérea Brasileira (AVFAB)
Chave PIX CNPJ: 30.910.237/0001-70

Para identificar sua contribuição, escreva “Aviões”. Além disso, você também pode ajudar divulgando a campanha em suas redes sociais e oferecendo serviços ou materiais úteis na reforma dos aviões. Compartilhe essa iniciativa com seus amigos e familiares para aumentar a visibilidade e alcançar mais pessoas interessadas em ajudar.

Se você possui habilidades ou recursos que possam ser úteis na reforma dos aviões, entre em contato com os veteranos da FAB por meio das redes sociais da AVFAB ou pelo telefone/WhatsApp 55 11 9 4235-1984. Eles ficarão felizes em discutir possíveis formas de colaboração.

Para saber mais sobre como ajudar e fazer uma doação, visite o site do AeroJota e navegue pelas notícias relacionadas ao projeto de restauração dos aviões monumento.

Para saber mais sobre esse avião e sobre o AT 26 Xavante, visite o site https://aerojota.com.br/noticias/ e navegue pelas notícias.

GOSTOU? ENTÃO NÃO DEIXE DE ACOMPANHAR TODOS OS DIAS NESTA COLUNA MAIS UMA GRANDE HISTÓRIA!

Para ler mais notícias, causos, curiosidades e dicas de aviação, acompanhe o site AEROJOTA.

Curta nossa página no Facebook AeroJota Classificados nosso site AEROJOTA, ou Instagram @aerojota onde você encontra classificados de produtos, serviços aeronáuticos, filmes, fotos de aviões, dicas  e tudo que seja de interesse ao público aeronáutico. Aqui você também pode divulgar qualquer coisa voltada à comunidade aeronáutica. É fácil e grátis.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Anúncios

Veja mais Notícias

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.